sexta-feira, 25 de maio de 2012

Soprando ao vento


Foi dada a partida. As palavras estão prontas para navegar quantos mares puderem alcançar. As palavras estão "soprando ao vento". No melhor estilo "blowin' in the wind". Até parece que foi planejado, mas não. Foi a mais poética das coincidências. A data de estreia do Tempo de Poetar (24/05) coincidiu com o aniversário de 71 anos do poeta e cantor Bob Dylan, de quem sou fã, cujo show em Porto Alegre no mês passado foi poesia pura.
Sob este belo presságio, o primeiro encontro com os alunos superou qualquer expectativa. Ultrapassando o número de inscritos na primeira turma e com vagas quase esgotadas para a segunda turma, as oficinas prometem ser um verdadeiro sucesso. Hoje foi o dia da realização de um grande sonho que finalmente pode ser colocado em prática. Cristian, Eduarda, Eduardo, Lucas, Maria Eduarda, Nicole, Samantha, Tainá e Thaís são os jovens que fazem parte deste momento histórico em minha vida. Eles são os participantes desta primeira turma. A cada instante, em seus rostos, a paixão pela poesia ficava mais evidente. Além deles, quero agradecer profundamente à minha amiga e parceira dos projetos literários, Karina Santana. Sem ela, nada disso estaria acontecendo. Meu muito obrigada.
Hoje a oficina abordou alguns conceitos básicos sobre poesia, poema, rima, verso e estrofe. Conhecemos a biografia do poeta Elias José e lemos dois poemas dele. Porém, esta parte teórica foi enriquecida emocionalmente pelos depoimentos dos alunos sobre o impacto da poesia em suas vidas e os momentos mais poéticos que vivenciaram. A professora Karina também emocionou a todos contando uma cena de seu relacionamento com o pai. A seção "momento poético" foi mesmo de arrepiar.
No próximo post, apresentarei os poetas individualmente e o primeiro poema de cada um deles na oficina. Só posso dizer que essa galera tá muito afiada. E eu sou só alegria e empolgação com esta experiência.

O Tempo de Poetar chegou para ficar
E com muita poesia a todos encantar

Blowin' in the wind 
(trecho)

How many roads must a man walk down
Before you call him a man?
How many seas must a white dove sail
Before she sleeps in the sand?
How many times must cannonballs fly
Before they're forever banned?
The answer, my friend, is blowin' in the wind
The answer is blowin' in the wind

Soprando ao vento

Quantas estradas um homem precisará andar
Antes que possam chamá-lo de homem?
Quantos mares uma pomba branca precisará sobrevoar
Antes que ela possa dormir na areia?
Quantas balas de canhão precisarão voar
Até serem para sempre banidas?
A resposta, meu amigo, está soprando ao vento
A resposta está soprando ao vento

Bob Dylan

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Na mídia

Os projetos literários idealizados por mim, Carla Soares, e pela professora Karina Santana estão dando o que falar na mídia da região do Vale dos Sinos. Além de enfatizar o Projeto Momento Literário, que contou com a participação da primeira turma de escola estadual, a reportagem citou o Projeto Tempo de Poetar. Porém, no parágrafo em que foi divulgado o projeto das oficinas de poesia, há que se fazer uma correção: os encontros com os alunos inscritos (de 6º ano à 8ª série) ocorrem durante cinco semanas, e não a cada cinco semanas, totalizando dez horas-aula de curso. A primeira turma de jovens aspirantes a poetas inicia suas atividades amanhã (24/05). Bons ventos poéticos a todos!

segunda-feira, 14 de maio de 2012