quarta-feira, 15 de maio de 2013

Outros Versos

A oficina da última quinta-feira, 09 de maio, foi dedicada ao estudo dos principais tipos de rimas. Os alunos também conheceram mais sobre o poeta Mário de Andrade e seu poema "A Serra do Rola Moça".



Em seguida, os participantes escreveram poemas com tema livre. 





Simplesmente

Sonhar, amar
Indiscretamente vou estar
Morrendo de saudade
Pronto para te abraçar
Lembrar de amar
Emprestar meu amor a você
Sentir saudade de você
Mentalizar seu rosto
Em meu pensamento
Nunca quero te esquecer
Te amar para sempre
Eternamente

Lucas da Silva da Cruz




É pura ficção!

Ah, Ficção Científica!
Tu és magnífica.
Romance, ciência, ação.
É pura ficção!
Há lugares inimagináveis.
Todos são inacreditáveis.
Desde Atlantis à ilha misteriosa.
Do centro da terra à Liliput, deixa qualquer pessoa curiosa.
Adrenalina, conhecimento, emoção.
É pura ficção!

Rafael Sabino


Som do mar

Ao som do mar
O nosso olhar
Brilha sem parar
Ao vento no ar

Eduarda dos Santos


Tempo

Temos tempo para sonhar
Temos tempo para viver
Para brincar
Para correr

Temos tempo para chorar
Para amar
Para abraçar
Fazer mágica
Nos apaixonar
Temos tempo para tudo!

Naila Silva


Refeição

Farei uma refeição
Uma panela cheia de paixão
Uma frigideira com desgosto
Uma chaleira de lágrimas

Essa é uma refeição
da mais pura emoção.

Marinês de Oliveira Fernandes


A paixão

A paixão como surgiu?
Como vai terminar?
Ninguém sabe como acontece
ou como acaba
Ela apenas aparece

Natalia Oliveira Amaral

terça-feira, 7 de maio de 2013

Acrósticos

Na segunda oficina, os alunos aprenderam o que é aliteração, acróstico, Literatura de Cordel e conheceram a biografia do poeta cearense Patativa do Assaré. Cada um criou um acróstico utilizando seus próprios nomes com o tema "Coisas simples que me deixam feliz".







Comer
Amanhecer bem quentinha
Meus colegas
Ir ao cinema
Ler livros
Amar

Camila Fagundes


Rir à toa, viver na boa
A vida tornar magnífica
Ficção científica
A união manter, valorizar o irmão
E sempre deixar alguém feliz
Leveza, o que eu sempre quis

Rafael Sabino


Estudar à noite
Dormir até mais tarde
Uma história encantada
Amar meu travesseiro
Rir sem parar
Dias de festa
Amigos carinhosos

Eduarda dos Santos


Juras de amor
Ou então
Ira de você
Casa abandonada
E você chegando do nada

Joice da Silva

Lua à meia noite
Uma única vez se foi
Calada como um bater de 
Asas durante a noite
Saudade de alguém que logo já vem

Lucas da Cruz


Melado
Amanhã bem cedo
Risadinhas de montão
Isolamento do mundo
Noite sem rumo
Esquecido do mundo
Sendo assim, busco tudo

Marinês de Oliveira



Novidades
Amor para a vida inteira
Teatro
Almoçar, comer muito
Literatura
Independência para
Amar

Natalia Oliveira